Header

Entrevista da mãe do Eminem no Primetime

Eminem, O Menino Que Adorava Pular

A Mãe de Eminem se lembra de uma criança tímida e imaginativa

25 de novembro – Mesmo seu filho a chamando de uma mãe horrível que bebia e usava drogas e merece queimar no inferno, a mãe do rapper Eminem não leva a sério.

mmbaby

A mãe do Eminem disse ao Primetime
que o rapper adorava pular com a música
quando era pequeno. (ABCNEWS.com)

“Ele tem uma pessoa pra se espelhar, uma imagem,” sua mãe, Debbie Nelson, disse para o Jay Schadler do Primetime.
Nelson disse que não leva a sério as letras de rancor de seu filho. Mesmo quando ele canta, “Sua vagabunda egoísta, eu espero que você queime no inferno por essa merda,” ela fala que não a incomoda. “Isso é apenas expressão artística,” ela disse. “Ele é muito triste por dentro. Ele tá se doendo muito. E eu sinto isso. Eu consigo ver pelo meu filho. Eu conheço ele como a palma da minha mão.”

As letras violentas e ressentidas de seu filho também ajudaram bastante nas vendas de seus discos, Nelson disse. “No minuto que você começa a ser destrutivo e diferente – sabe, matar sua mãe, estuprar essa e matar aquela – quero dizer, as pessoas adoram. O mais que ele foi nessa direção, eu digo, que ele veio vendendo que nem louco. Eu digo, todos queriam mais.”

Nelson, que processou seu próprio filho por $10 milhões por difamação em 1999, mas acabou acertando com a corte por uns mil dólares, disse que ela tem certeza que ele ainda a ama. O motivo de ele continuar falando mal sobre ela nas músicas, ela disse, que é comercial: “Ele tem um monte de gente puxando ele para uma direção diferente: gerentes, pessoas diferentes, dizendo a ele o que falar. E dinheiro é força, você sabe.”

Tempos Difíceis, Mas Sem Drogas E Álcool, Disse A Mãe

Nelson tinha apenas 17 anos quando Eminem, cujo nome verdadeiro é Marshall Mathers, nasceu. Ela admite que a família passou por tempos muito difíceis. Quando Marshall estava com dois anos, ela acabou com um casamento abusivo e começou uma vida difícil como uma mãe solteira. “A gente entrava nas casas, arrumava e eles vendiam a casa onde estávamos, então era meio difícil,” ela disse. “Eu fui de cheque de pagamento a cheque de pagamento.”

abc_primetime_eminem-02

Pequeno Marshall Mathers com sua
mãe. (ABCNEWS.com)

Mas Nelson nega que ela foi o tipo de mãe retratada nas músicas de seu filho. Ele a acusou em suas letras de ser uma alcoólatra, fumando maconha e abusando de drogas por prescrição – tudo que ela nega. “Nada disso é verdade,” ela disse.

A reputação do Eminem como um rapper é construído em volta de sua fria descrição de realidades repugnantes em sua vida, incluindo o que ele fala de sua difícil infância com uma mãe horrível. Nelson tenta não chamar seu filho de mentiroso, mas insiste que o que ela disse é verdade. “Isso é o que eu estou dizendo, mas eu não quero chamá-lo de mentiroso,” ela disse.

Eminem recusou fazer uma entrevista com o Primetime e decidiu não responder aos comentários da mãe.

Nelson disse que no passado foi uma excelente mãe, mas ela disse ao Primetime que ela daria uma nota nove entre dez como uma mãe, “porque ninguém é perfeito.” Em 1996, o Departamento de Serviços Sociais de Michigan alegou que Nelson “tem… quase uma personalidade paranóica” e acusou ela de abusar no irmão mais novo de Marshall, Nathan. Ele foi tirado dela temporariamente mas eventualmente voltou com uma supervisão do estado.

Disse Que Eminem Era Um ‘Menininho Da Mamãe’

Nelson disse que seu filho era um menino tímido e imaginativo quando pequeno, que adorava atuar de mentira em casa e se vestir como o Batman e Robin. “Ele era um menininho da mamãe. Ele sempre queria estar com a mamãe,” ela disse.

Também, ela disse, que ele mostrava evidência de ritmo e musicalidade desde novinho – pulando. “Marshall era bem diferente. Marshall sempre gostou de pular. Ele gostava de pular muito. Eu digo, sentado numa cadeira contra a parede, num sofá, num carro… Muitas pessoas na escola pensarem que talvez ele era retardado, porque ele ficava pulando na sua carteira.”

Apesar de Nelson insistir que até esse ponto que ela é imune às letras de seu filho, ela disse que alguns atos dele teve um impacto nela: por vários meses passados, ela disse, que ele a privou de visitar a filha dele. Em um de seus álbuns, ele disse que ela nunca viria sua neta de novo, com a ameaça: “Ela nem estará no seu enterro.” Nelson admite estar triste por não poder ver a menina.

Mas um cartão que seu filho a mandou em 1998 sugere que isso talvez seria apenas uma virada no relacionamento complicado com a mãe. No cartão ele escreveu: “Mãe, eu sei que a gente briga bastante as vezes, mas isso não significa que eu não te amo. Feliz dia das mães. Eu te amo, Marsh.”

“Esse é o Marshall!,” Nelson disse.

Comentários

Comentários

você pode gostar também

Leave a reply

Note Before Comment Form

Note After Comment Form