Header

Eminem destrói os anti-máscaras e policiais corruptos em novo som com Kid Cudi

Kid Cudi e Eminem se uniram para uma nova música, “The Adventures Of Moon Man & Slim Shady,” que saiu na quinta-feira à meia-noite. A filha do Kid Cudi, Vada, anunciou a colaboração – que é a primeira vez que os rappers se unem – em um vídeo que Kid Cudi compartilhou via Twitter na quarta-feira.

Em um vídeo lírico da música, os rappers aparecem como personagens animados enquanto rimam sobre recuperação e os eventos atuais, entre outros assuntos. “Sim, já faz um tempo, mas estou de volta,” Kid Cudi faz um rap na abertura de seu primeiro verso, que discute passeios noturnos, sua passagem pela reabilitação e a passagem pela “escuridão e a luz.” Eminem aborda os tópicos da pandemia do COVID-19 e da brutalidade policial em seu verso. “Metade de nós andamos por aí como um apocalipse de zumbis,” ele rima. “A outra metade está brava e não quer usar uma máscara.” Logo depois, Eminem canta: “Orações por George Floyd e Ahmaud Arbery / Como diabos é que tantos policiais são corruptos?” A letra também se refere a uma trilogia que “continua.”

“The Adventures Of Moon Man & Slim Shady” é a terceira música do Kid Cudi do ano, após “Leader of Delinquents” e sua colaboração com Travis Scott, “The Scotts.” Além da música, ele se uniu ao Kanye West para dublar personagens em uma série de animação, o “Kids See Ghosts,” dirigido por Takashi Murakami, que é inspirado em seu álbum colaborativo de 2018 com o mesmo nome. O rapper também deve estrelar na série da HBO, “We Are Who We Are.”

O single mostra o Kid Cudi e Eminem trocando versos sobre instrumentos sinistros, cortesia do Dot Da Genius. O verso do Cudi é um fluxo de consciência e narrativa alimentada por drogas durante um rolê à noite, enquanto Em cita nomes desde Lil Wayne a Drew Brees e fala sobre tópicos como COVID-19 e injustiça policial.

Cudi sugeriu uma possível colaboração dois meses antes do lançamento da música por meio de um Tweet, mas descobriu-se que Eminem só ficou sabendo sobre o Tweet um dia depois em uma conversa com Lil Wayne. Quando o próprio Cudi conversou com Lil Wayne após o lançamento, ele revelou como conseguiu se conectar com o Eminem:

“Foi uma loucura, porque tipo, sua entrevista meio que desencadeou, certo, a parada se movimentou depois disso. […] Sabe, eu tinha o som e fiquei tipo ‘Cara, vamos mandar pra ele, o pior que pode acontecer é ele não vai curtir’. […] Então, eu acabei enviando e ele respondeu, eles disseram: ‘Nós curtimos o som’ e eles estavam fazendo perguntas tipo quando eu estava pensando em lançá-lo e todas essas coisas, e eu fiquei tipo ‘Uau, parece que ele vai escrever essa porra, está bem, okay’.”

Vale a pena notar que essa não é a primeira vez que Cudi ou o Em se referem um ao outro – Eminem mandou um salve ao Cudi na faixa “All I Think About” do Bad Meets Evil, faixa que está na trilha do filme “Southpaw” lançado em julho de 2015. Cudi ficou sabendo do salve e comentou a respeito em um post no Twitter.

O título da música também remete ao apelido do Cudi, “Man On The Moon” e ego alternativo deo Eminem, Slim Shady.

Uma curiosidade, em 2010, Eminem produziu uma batida que o Kid Cudi acabou usando para a faixa “I Hear Them Calling.” A música completa nunca saiu infelizmente, mas o rapper Lil B usou o loop que vazou na internet e gravou dois versos em cima.

Em março, Eminem colaborou com Jessie Reyez em sua música “Coffin”. Ele lançou seu 11º álbum, “Music To Be Murdered By,” em janeiro, que inclui o single “Godzilla.”

Confira o vídeo lírico acima e a música já está disponível em todas as plataformas digitais.

Comentários

Comentários

você pode gostar também