Header

Entrevista com Anthony Bozza, Ex Guarda-costas do Eminem

anthonybozzaandcrew

Como você e o Eminem se conheceram?
Através de um amigo, Mark Hicks. Paul Rosenberg perguntou ao Mark se ele conhecia alguém que poderia fazer a segurança e ele me recomendou.

Qual foi sua 1ª impressão de Paul e Eminem?
Paul era arrogante e Slim uma figura.

Qual era sua relação com o Eminem?
A gente costumava sentar e conversar por muito tempo. Slim me testou para ver se conseguia ser um bom segurança fazendo coisas incríveis como desaparecer para ver se eu encontrava. Em 3 meses estávamos bem. Ele confiava em mim.

Ele confiava em você?
Ele sempre me perguntava porque eu não usava drogas. Ele me chamava de “O bonzinho de dois-sapatos”. Paul me disse, uma vez, que Slim se importava comigo e que ele achava que ninguém poderia cuidar dele como eu. Fique orgulhoso.

Qual a razão para você ter escrito o livro?
Ensinar ao Em uma lição sobre tirar vantagem das pessoas. Pensei que ele fosse meu irmão. Ele tem que aprender a respeitar as pessoas e mostrar lealdade.

Então você não é um ex empregado tentando ganhar dinheiro?
Não tinha intenção de escrever o livro até ele me trair. Coloquei minha vida em risco por ele e ele tirou comida da boca dos meus filhos. Até onde sei, ele me vendeu! Quando fui tirar satisfação, ele apontou uma arma para mim.

Você foi despedido?
Pedi demissão.

Como o Eminem mudou para pior?
Ele perdeu o senso de realidade! Ele está preso nas fantasias e nos seus personagens.

Você acha que as pessoas ao redor dele apóiam essa atitude?
Eles não apóiam, nem apóiam. E se eles o fizessem não teria efeito, pois ele não ouve à ninguém.

Qual era o lema do Eminem no “The Real Slim Shady Tour”?
Ele dormia, fazia compras e se apresentava.

Qual era seu papel na turnê?
Além de cuidar da segurança, eu cuidava das ‘panelinhas’. Investigava se elas tinham a idade certa, controlava brigas. Era um babá.

E o uso de drogas na primeira turnê?
Drogas, principalmente Êxtase e Vicadin, prevaleciam. Ele usava para lidar com os shows e a imprensa. E depois de um tempo, elas controlam você. Lembro do Em dizendo que ele podia parar de se drogar a qualquer hora. Ele parava por uma semana e depois continuava.

Como ele conseguia drogas?
Era trabalho do gerente da turnê consegui-las. Paul nos mantinha tão ocupados e tão longe da família que Slim perdeu a identidade. Slim disse ao Paul, ‘Calma e pare de fazer coisas sem me consultar. Quero ver minha filha’. E Paul falava que ele a veria na próxima semana. Mas Paul não entendia porque ele queria estar em casa durante a turnê. As coisas ficavam tensas; podia entender porque o Em tomava tantas drogas.

E a Kim?
Kim não conseguia dividir Marshall com o mundo. E Em tinha que atacá-la nos seus álbuns. Ela esteve com ele na “The Warped Tour”, mas nunca vi os dois felizes, de mão dadas.

Ele era fiel?
Na primeira turnê ele não ficava com as panelinhas. Mas na 2ª as coisas começaram! Devo dizer que o Em era muito seletivo com as garotas que ele escolhia.

Comentários

Comentários

você pode gostar também

Leave a reply

Note Before Comment Form

Note After Comment Form